Saiba como o cálculo do IPTU é feito

Saiba como o cálculo do IPTU é feito

O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) é um dos principais tributos brasileiros. Ele tem caráter municipal e é cobrado sobre todos os imóveis da cidade. No entanto, o cálculo do IPTU varia, de acordo com algumas características.

Saber como chegar a esse valor é altamente recomendado para tomar uma boa decisão, por exemplo, na hora de comprar um imóvel. Também é uma maneira de se programar melhor para as despesas que surgirão.

Na sequência, entenda como é feito o cálculo do IPTU e compreenda quais são os principais fatores.

A área construída influencia o valor venal do imóvel

O valor venal de um imóvel é o preço estimado pelo poder público, para fins de cálculo. No caso do IPTU, essa é a principal alternativa para chegar ao imposto que será devido. No entanto, vale considerar que ele é formado por diversos fatores e um deles é a área construída.

A relação é proporcional: quanto maior for a área construída de um imóvel, maiores serão o seu valor venal e o imposto cobrado. É por isso que reformas de ampliação elevam o custo com esse pagamento anual.

O tamanho do terreno é outro fator dentro do cálculo do IPTU 

Apesar de a área construída ter grande impacto, ela não é o único elemento que interfere nos custos. O tamanho do terreno é mais um fator considerado, já que também faz parte da propriedade.

Se você comparar duas casas de mesmo tamanho, a que tiver maior área de terreno deverá pagar mais imposto. Para apartamentos, entretanto, não costuma ser um critério.

A região e o valor de mercado impactam o tributo

Além de tudo, o valor venal para cálculo do IPTU depende de algumas condições subjetivas. A região impacta diretamente o potencial de venda e é por isso que bairros com mais infraestrutura, acesso e boas características têm uma cobrança maior quanto ao imposto.

E, por falar em valor de mercado, ele também é considerado. Dependendo das condições do imóvel e mesmo do aquecimento do mercado imobiliário local, é possível que o IPTU fique mais caro.

A alíquota é definida por prefeitura

Após chegar ao valor venal do imóvel, é preciso, ainda, aplicar uma alíquota referente a esse imposto. O número costuma variar de 1 a 3% e é definido, em geral, segundo o tamanho e o valor do imóvel.

Assim, o cálculo do IPTU é dado por essa multiplicação entre valor venal e alíquota municipal. O valor pode ser dividido em até 12 carnês ou ser pago em taxa única, o que costuma oferecer descontos.

O cálculo do IPTU considera os fatores mais importantes para a valorização de um imóvel. Com isso, é essencial avaliar tais características para já se preparar quanto à cobrança do tributo.

Como se antecipar a esse tributo é uma forma de fazer a melhor escolha, aproveite e veja 4 dicas para fazer o investimento ideal em imóveis!

Adicionar um comentário


Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.