4 passos para efetuar venda de imóveis

4 passos para efetuar venda de imóveis

O processo de venda de imóveis pede alguns cuidados. Não é fácil conseguir negociar uma casa ou apartamento, especialmente para quem não é um corretor ou um especialista em vendas!

Seria muito bom se houvesse um roteiro simples para garantir a venda de imóveis sem dificuldade, não é mesmo? Nós listamos 5 passos para ajudar você na venda de qualquer casa ou apartamento. Quer saber quais são? Então continue lendo o texto e prepare-se para efetuar uma boa transação.

1. Organize a documentação para poder vender o bem imobiliário

Um dos primeiros passos para efetuar a venda de imóveis é garantir que toda a documentação do apartamento ou da casa em questão está em ordem. Afinal, sem os documentos organizados, não será possível concluir o negócio.

Da parte do proprietário do imóvel, é necessário ter uma série de documentos de identificação, como os seguintes:

  • RG e CPF (e do cônjuge também, caso haja);
  • certidão de nascimento;
  • certidão de casamento (caso haja);
  • certidão do distribuidor cível – Fórum;
  • certidão de feitos (da Justiça Federal e da Justiça do Trabalho);
  • certidão negativa do ofício de interdição e tutelas.

Já do imóvel, serão necessários outros documentos para poder fechar negócio. São eles:

  • matrícula atualizada;
  • imposto de transmissão de bens imóveis;
  • certidão negativa de débitos municipais;
  • declaração de quitação condominial (caso haja).

2. Prepare o imóvel para receber visitas de interessados

É importante ter em mente que, assim que você anunciar o imóvel em qualquer lugar, logo aparecerão interessados para comprar o apartamento ou casa que você está vendendo. Como é óbvio, essas pessoas vão querer visitar o lugar antes de fechar negócio.

Por isso, é importante que o imóvel esteja preparado para a visitação dos interessados. Se você ainda morar nele, é importante deixá-lo limpo e arrumado, sem bagunça visível para não causar má impressão.

Além disso, é essencial que todos os pequenos defeitos do imóvel, como lâmpadas queimadas, paredes descascadas ou outros problemas estejam resolvidos quando os interessados forem visitar o lugar.

3. Tire fotos de qualidade para mostrar o imóvel aos interessados

Se você pretende anunciar o imóvel pela Internet, é importante que você tenha boas fotos para mostrar o lugar para as pessoas se interessarem. É válido tirar fotos quando os cômodos estiverem vazios e decorados.

Além disso, dê preferência a fotos em ângulos amplos, que possam pegar todo o espaço de um cômodo de uma só vez, sem que a pessoa precise montar um “quebra-cabeça mental” do seu imóvel.

4. Registre a casa ou apartamento em canais de venda de imóveis

Para fazer a venda de imóveis, é importante registrar a sua casa ou apartamento em determinados canais de venda. Afinal, se as pessoas não enxergarem o anúncio, não saberão que o lugar está à venda.

Na hora de registrar o seu imóvel em canais online, garanta que terá boas fotos e também que fará uma descrição completa do lugar. Informe quantos metros quadrados têm a casa ou apartamento, quantos cômodos, onde está localizado, quais as condições e características do espaço.

Seguindo essas 4 dicas, você terá mais facilidade para fazer a venda de imóveis, sejam seus, sejam de conhecidos. Depois disso, é só cuidar da parte burocrática e finalizar o negócio o quanto antes.

Se você está interessado em vender uma casa ou apartamento, cadastre seu imóvel para venda no site da Regional Imóveis.

Qual é o melhor momento para comprar imóvel

Qual é o melhor momento para comprar imóvel

Muitas pessoas se perguntam qual é o melhor momento para comprar imóvel. A razão para a dúvida é simples de entender: ter a sua casa própria é um sonho, mas é um compromisso sem igual.

Se você comprar um apartamento ou casa na hora “errada”, pode pagar muito mais do que esperava, o que leva a transformação do sonho em um pesadelo financeiro.

Por isso, é importante olhar para o cenário macroeconômico e para a sua vida pessoal para descobrir qual é o melhor momento para comprar imóvel. Quer saber se está nessa fase? Então siga a leitura do artigo até o fim!

Quando os juros estão baixos pode ser melhor momento para comprar imóvel

Comprar imóvel é, além de realizar um sonho, um investimento. Você está colocando algumas centenas de milhares de reais em um apartamento ou uma casa. Esse dinheiro poderia, por exemplo, seguir para um título de crédito público ou privado e daria mais lucro do que se você comprasse um imóvel.

No entanto, isso só é possível em épocas de juros altos. Atualmente, a Taxa Selic chegou a 5% ao ano, o menor valor da história e perspectiva é de que cairá ainda mais.

Por isso, hoje é o melhor momento para comprar imóvel, pois os juros são baixos e compensa investir o dinheiro nele do que em outros tipos de investimentos.

Quando o preço dos imóveis está estável é um bom cenário para aquisições

É importante ficar de olho na variação de preços das casas e apartamentos para identificar o melhor momento para comprar imóvel. Isso pode ser visto ao consultar o Índice FipeZap, que mede justamente a variação de preços.

Quando os preços estão em queda, não vale a pena comprar pois haverá depreciação no mês seguinte. Ou seja: um apartamento de R$ 300.000,00 poderá valer 1%, 2% a menos no próximo mês e você “perde” valor no processo.

Quando os imóveis estão em alta, é uma boa ideia investir, mas também pode ser perigoso pois o financiamento pode ficar mais caro. Por isso, a fase ideal é quando os preços estão estáveis.

Quando você se sente pronto para realizar os seus sonhos

As condições para identificar o melhor momento para comprar imóvel não dependem apenas do cenário macroeconômico. Ele impacta, claro, principalmente na parte financeira do negócio.

No entanto, é importante que tenha chegado o momento de ter a casa própria dentro da sua história de vida. Você e seu cônjuge (se tiver) devem perceber se é ou não a hora de saltar da vida de aluguel para assumir esse compromisso de uma casa própria.

Aprendeu como avaliar quando chegou o melhor momento para comprar imóvel no Brasil? Lembre-se de fazer uma vistoria nas condições macroeconômicas e se chegou a hora de realizar esse sonho na sua vida.

Será que já está na hora de você comprar um imóvel? Então, venha conhecer os imóveis que estão à venda no site da Regional Imóveis!

Imóveis: 4 dicas para fazer o investimento ideal

Imóveis: 4 dicas para fazer o investimento ideal

Investir em imóveis pode ser a saída adequada para o seu negócio deslanchar de vez. Essa é uma forma de expandir as operações ou mesmo de melhorar os resultados em termos de custos e de aproveitamento. Para fazer o investimento ideal, é essencial considerar algumas características importantes.

Logo de saída, pense em recorrer a imóveis comerciais e indicados para cada área. Nem sempre uma fábrica precisa de um escritório e, sim, de um galpão ou barracão, por exemplo. A partir disso, vale conhecer quais são as características indispensáveis para observar.

Na sequência, confira 4 dicas para fazer o investimento ideal em imóveis!

1. Confira como é a estrutura para fazer uma boa escolha

Um bom imóvel é aquele que oferece todas as características necessárias para um uso estratégico. Nesse aspecto, a avaliação da estrutura é determinante para selecionar a opção adequada e obter os melhores resultados.

Em um galpão industrial, por exemplo, é preciso pensar na área disponível, na disposição interna e nas possibilidades de uso. Considere, ainda, o nível de segurança, a qualidade da estrutura e até se existem áreas para veículos de carga e descarga.

O ideal é que o espaço seja útil para cada propósito, como o armazenamento ou a distribuição de produtos.

2. Avalie a localização para fazer o investimento ideal em imóveis

Por falar nisso, é conveniente pensar na localização antes de tomar uma decisão. Especialmente do ponto de vista empresarial já que essa característica faz toda a diferença na logística.

Um barracão industrial longe da empresa não é a opção ideal, assim como um muito próximo do negócio e distante da área de interesse dos clientes. Nesse caso, uma localização intermediária é a melhor saída.

Confira, ainda, se é simples chegar e sair do local, se tem fácil acesso às principais vias e se apresenta alguma dificuldade extra. Assim, fica mais fácil fazer o investimento ideal.

3. Considere todos os custos envolvidos em cada oferta

Não menos importante, é preciso analisar os impactos financeiros dessa decisão. Para não disponibilizar tantos recursos de uma vez, o aluguel pode ser mais em conta. Já se for uma área de grande potencial, a compra pode significar um bom investimento no longo prazo.

Além de tudo, pense em quais são os gastos gerais, como o valor de aluguel ou o de manutenção. Mais que isso: avalie qual é o retorno em cima desses valores, para descobrir se uma alternativa realmente é a melhor opção para fazer o investimento ideal. Assim, não há o risco de, simplesmente, escolher o mais barato e depois ter prejuízos.

4. Tenha o apoio de entende do assunto

Além de considerar as características dos diversos imóveis, é fundamental não se esquecer do processo ligado ao investimento. Antes de assinar um contrato de locação, é indispensável que tudo esteja de acordo com o que manda a lei. Para não correr riscos, o melhor é ter o apoio de uma imobiliária especializada.

Além de aumentarem a segurança, os corretores auxiliam em todo o processo de seleção de oportunidades. Com a orientação de especialistas, vai ser mais tranquilo visitar, selecionar e investir no que realmente tem a ver com seu negócio — e tudo da melhor maneira e com menos burocracia.

Saber como fazer o investimento ideal em imóveis pode transformar a sua empresa. Com essas dicas, será bem mais fácil realizar a escolha adequada entre as principais alternativas do mercado.

Não perca nenhuma novidade ou orientação sobre o mundo dos negócios! Curta a nossa página no Facebook e fique de olho.

Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.