Entenda como funciona uma fiscalização de galpão

Entenda como funciona uma fiscalização de galpão

A fiscalização de galpão é uma etapa importante, mas que nem sempre recebe a atenção devida. 

Esse processo interfere no desempenho e na segurança do negócio e, por isso, exige cuidados reforçados. Afinal, evitar problemas é essencial para um bom funcionamento do cotidiano empresarial.

Nesse sentido, o melhor a fazer é compreender como a fiscalização atua e quais são os pontos de atenção. Com tudo regularizado, você não correrá riscos diante daquela inspeção.

A seguir, veja como funciona uma fiscalização de galpão e entenda quais são os principais aspectos sobre esse tema!

Quais são as exigências legais perante os galpões?

Assim como muitas outras estruturas relacionadas às empresas, o galpão deve cumprir algumas obrigações perante a lei. Isso permite a sua regularização junto ao poder público e, inclusive, evita problemas com a fiscalização no futuro.

Um imóvel do tipo precisa ter o registro adequado e estar matriculado na prefeitura, para que sua operação seja regular. Também deve atender às obrigações de licenciamentos. 

É necessário ter um laudo de aprovação do Corpo de Bombeiros, além de um alvará de funcionamento.

Na falta de qualquer documento obrigatório, o galpão pode ser autuado por ser considerado irregular. Então, o ideal é ter tudo pronto desde o começo.

Como funciona exatamente a fiscalização de galpão?

Basicamente, a fiscalização de imóveis desse tipo é realizada por órgãos competentes por manter a segurança nesse sentido. É muito comum que a prefeitura execute fiscalizações periódicas, como forma de garantir uma boa atuação.

A fiscalização de galpão pode ser motivada por alguma denúncia ou ser feita de maneira rotineira. Se a documentação estiver inadequada ou não existir, o proprietário é notificado para regularizar dentro de um período. 

Se falhar em cumprir as regras, pode ser autuado com interrupção do funcionamento e pagamento de multa.

Além disso, há outros tipos de fiscalização, como aquelas que dizem respeito às regras trabalhistas. Após denúncias, fiscais da Justiça do Trabalho podem autuar um galpão que não respeite as regras de segurança para os trabalhadores, por exemplo.

Como evitar problemas com a fiscalização?

O melhor jeito de impedir que ocorram complicações decorrentes da fiscalização de galpão é com a prevenção. 

Na hora de comprar ou alugar esse componente logístico, é indispensável conferir se toda a documentação está adequada. Uma imobiliária especializada pode ajudar, já que garante mais segurança ao processo.

Além disso, é interessante cuidar de toda a estrutura do local. Tenha a certeza de que todas as instalações (elétrica, hidráulica e de iluminação) estão de acordo com as normas técnicas, por exemplo. 

Fique de olho nas regras de ergonomia e proteção aos funcionários para evitar acidentes e doenças.

Também vale a pena manter a documentação sempre em dia. Assim, mesmo que ocorra uma fiscalização de rotina, o seu galpão não terá que encarar nenhum problema decorrente desse processo.

A fiscalização de galpão é essencial para garantir a segurança e a regularidade dessas unidades. Sabendo como ela atua, você terá tudo o que é necessário para evitar qualquer tipo de problema com a sua realização.

Por falar nessa estrutura, venha descobrir como funciona a logística de um galpão e saiba quais são os seus impactos.

Adicionar um comentário


Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.